Lew Company

Diversidade & Inclusão X Sustentabilidade

21/10/2019

 

Já em 2015 a consultoria MCKinsey, uma das consultorias dedicadas a examinar a diversidade no local de trabalho, através de seu escritório em Londres, publicava um relatório mostrando que empresas com mão-de-obra mais diversificada apresentam um melhor resultado financeiro e hoje, 2019, só se tem mais convicção e provas concretas a respeito. As organizações que durante esse período se ocuparam em movimentar-se, implementando conscientização e práticas de diversidade e inclusão já vêem os resultados nos seus números, no clima organizacional e na capacidade de absorver e reter talentos.

Em Maio de 2019 a ONU publicou resultados de pesquisa da OIT (organização internacional do Trabalho) em que demonstra através de 13 mil empresas, pesquisadas, em 70 países, que:

Em um dos relatórios mais recentes da McKinsey, Diversity Matters, foi examinado um conjunto de dados de 366 empresas públicas em uma variedade de indústrias no Canadá, América Latina, Reino Unido e Estados Unidos. Nesta pesquisa, foram analisadas as métricas de resultados financeiros e composição da alta administração, com resultados muito significativos:

  • As empresas com maior prática em diversidade racial e étnica são 35 por cento mais propensas a ter retornos financeiros acima da médias das demais empresas.
  • As com práticas em diversidade de gênero são 15 por cento mais propensas a ter retornos financeiros acima das demais.
  • Os números apurados na pesquisa para os Estados Unidos mostra uma relação linear entre a diversidade racial e étnica e o melhor desempenho financeiro: para cada aumento de 10% na diversidade racial e étnica na equipe sênior-executiva, o lucro antes de juros e impostos (EBIT) aumenta 0,8 por cento.
  • No Reino Unido, uma maior diversidade de gênero na equipe executiva sênior correspondeu à maior elevação de desempenho em nosso conjunto de dados: por cada aumento de 10% na diversidade de gênero, o EBIT aumentou 3,5 por cento.

Desta forma, as pesquisas e resultados apurados até aqui nos mostram que a diversidade é um diferencial competitivo que contribui para uma evolução na  participação de mercado das empresas mais diversas.

Sabemos, por experiência, que estas ações e mudanças culturais não são simples, nem fáceis. No caso de gênero, as mulheres, representando em média apenas:

  • 16% dos membros das equipes executivas nos Estados Unidos;
  • 12% no Reino Unido e
  • 6% no Brasil

Ficam subrepresentadas no topo das corporações em todo o mundo e isso mostra que ainda temos um longo caminho a ser percorrido.

Porém, em uma era de conexão global já se sabe que somente as mais diversas e abertas às mudanças terão diferencial para atrair, desenvolver, orientar, patrocinar e manter as próximas gerações de líderes globais em todos os níveis da organização.

Em assim sendo, dado aos retornos mais elevados que a diversidade mostra trazer, sem dúvida, é melhor investir agora, uma vez que estamos falando de um caminho sem volta e quem deixar de evoluir morrerá. Quanto antes começar, quanto antes chegará!

Estamos aqui para lhe ajudar nesta jornada de transformação.

A LEW Company é uma consultoria de diversidade e inclusão para Gênero, Etnia e pessoas com deficiência.

Visite nosso site e veja como podemos ajuda-los www.lewcompany.com.br

Base de pesquisa: Relatório Diversity Matters da MCKinsey de Londres – Fevereiro 2015 e relatório da OIT publicado no site: https://news.un.org/pt/story/2019/05/1673361